Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Movimento Estudantil’ Category

ufmg-ocupada-ocupacao

Imagens da ocupação da UFMG

Nas últimas semanas, os brasileiros têm recebido um conjunto de políticas públicas, no formato de medidas provisórias e de Propostas de Emenda Constitucional que tem gerado, no mínimo, surpresa entre os profissionais e estudiosos das diferentes áreas do conhecimento. A exemplo da MP 746/2016 (Reforma do Ensino Médio) e da PEC 55 (241/2016 – teto para gastos públicos). Tais propostas foram apresentadas de forma repentina, sem uma adequada discussão e afetam de forma significativa políticas educacionais que foram construídas a partir de intensos debates e lutas.

O Conselho Regional de Psicologia 9ª Região Goiás (CRP-09) defende que as decisões sobre as políticas educacionais passem necessariamente por uma ampla e democrática consulta aos maiores interessados, que são os alunos, alunas, professores, professoras e os outros profissionais que atuam na Educação. O CRP-09 se manifesta em defesa da democracia e do Estado de direito, e contrário a todas as medidas impostas de forma autoritária e que podem comprometer uma educação democrática, igualitária e de qualidade.

Assim, entendemos como legítima a luta dos estudantes que se manifestam contrários à imposição de políticas que comprometem o direito básico à educação, previsto na Constituição Brasileira de 1988. A livre manifestação é um direito previsto em nossa Constituição, bem como o direito de organização e participação do movimento estudantil é garantindo pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e Estatuto da Juventude.

A luta dos estudantes, que estão ocupando as instituições de ensino, está em pleno acordo com o artigo 53 do Estatuto da Criança e do Adolescente, especificamente no inciso V: “direito de organização e participação em entidades estudantis”. E está de acordo com o Estatuto da Juventude em seu artigo 4º, no inciso III: “a participação individual e coletiva do jovem em ações que contemplem a defesa dos direitos da juventude ou de temas afetos aos jovens”. E também com o Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, que é um desdobramento da 8ª Conferência Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente e prevê as diretrizes da Política Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente para os próximos dez anos. No eixo que trata o “Protagonismo e Participação de Crianças e Adolescentes”, o Plano defende o “fomento de estratégias e mecanismos que facilitem a participação organizada e a expressão livre de crianças e adolescentes, em especial sobre os assuntos a eles relacionados, considerando sua condição peculiar de desenvolvimento”.

O Código de Ética Profissional do Psicólogo considera que “o psicólogo trabalhará visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas e das coletividades e contribuirá para a eliminação de quaisquer formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”. Diante destes princípios fundamentais, o Conselho Regional de Psicologia 9ª Região Goiás compreende que o diálogo seja o único instrumento legítimo de intervenção nos conflitos inerentes às ocupações realizadas pelos estudantes, posicionando-se veementemente contra a toda e qualquer ação que viole os Direitos Humanos de estudantes (as) e professores (as).

Fonte: Conselho Regional de Psicologia 9ª Região Goiás

Anúncios

Read Full Post »

Ocupação da UFCSPA chega ao fim!

Estudantes desocupam reitoria da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre

Protesto era por instalação um centro acadêmico para o curso de medicina

Mais de cem estudantes que ocupavam desde o início da semana a reitoria da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) deixaram o local na tarde desta quinta-feira. Representantes do movimento foram recebidos pelo vice-reitor Cláudio Augusto Marroni.

O protesto terminou após garantia da reitoria de instalação de espaços para os centros acadêmicos dos cursos da faculdade no novo prédio que está sendo contruído.

Segundo o secretário-geral do Centro Acadêmico Sarmento Leite da medicina da UFRGS, Ariel Camargo, o espaço dos oito centros ficará provisoriamente na sala 104 do prédio da UFCSPA, no Centro.

— Começou como um protesto da medicina, mas se estendeu para os outros cursos. Agora, no novo prédio, será destinado um andar inteiro para o centro de convivência, com uma área comum, e mais oito salas para os centros acadêmicos de cada curso. Tudo no novo prédio que esta sendo construído, ainda sem prazo de conclusão — explicou o estudante.

A medida vale para todos os cursos de graduação da faculdade (Fisioterapia, Enfermagem, Psicologia, Nutrição, Fonoaudiologia, Medicina, Biomedicina e Farmácia). Em assembleia nesta tarde os alunos também fundaram o Diretório Central de Estudantes.

O protesto começou na segunda-feira, durante o XV Encontro Regional dos Estudantes de Medicina (Erem). Participaram da manifestação alunos de outras instituições de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Na Capital, uma das reclamações era de que o curso de medicina estava sem Centro Acadêmico há nove meses, em função das obras de expansão da UFCSPA.

Fonte: ZEROHORA.COM

Read Full Post »

Estudantes de Medicina ocupam reitoria da UFCSPA

70 estudantes de Medicina ocuparam ontem (6), desde as 16h, a Reitoria da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA), a antiga Fundação. A principal reivindicação é um novo espaço para o centro acadêmico, demolido pela direção da Reitoria para a construção de um prédio no início deste ano. Os estudantes estão mobilizando um um ato na parte externa da UFCSPA que será realizado amanhã, pela manhã.

Os estudantes participam do XV Encontro Regional dos Estudantes de Medicina (EREM), realizado na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e saíram em caminhada para a UFCSPA, na Rua Sarmento Leite, ao lado do Complexo Hospitalar Santa Casa, em Porto Alegre.

O grupo está alojado o quinto andar do prédio principal da faculdade de forma pacífica, de acordo com o estudante de Medicina Rodrigo Ferrari Zeni, 20 anos, conselheiro consultivo e ex-presidente do Centro Acadêmico XXII de Março. “Tínhamos um espaço de 100 metros quadrados no prédio antigo, demolido no início deste ano. Agora, a sala provisória tem dois metros quadrados. Queremos um local adequado para nossas atividades”, afirma.

Alunos de outras instituições do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, que participam do EREM na Capital, participam da ocupação. O grupo foi ouvido pelo vice-reitor da UFCSPA, Cláudio Augusto Marroni, que explicou aos estudantes que a Reitoria não tomará nenhuma medida imediata.

A Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (DENEM) apoia e está presente na ocupação. “Apoiamos o C.A. XXII de Março na ocupação da Reitoria e na sua luta pelo direito de livre associação política que foi arbitrariamente retirado a partir do momento que demoliram a antiga sede. Os Centros Acadêmicos e o Movimento Estudantil sempre cumpriram um importante papel na luta pela democracia na sociedade brasileira e é isso que nós, da DENEM, reivindicamos neste momento”, diz Babington Rodrigo Silva, coordenador regional Sul/1 da executiva.

Fonte: Comissão de Comunicação da Ocupação da reitoria da UFCSPA

Blog do Waldir Cardoso

Read Full Post »

Em debate o Ensino Médico no Brasil e a abertura indiscriminada de escolas médicas.

O que fazer?

Que “Silêncio” não seja a palavra de ordem, nesse momento!

Read Full Post »